O coquetel de pérolas de Cleópatra é possível


Segundo a lenda, a última rainha do Egito apostou com Marco Antônio que conseguiria gastar mais de 10 milhões de sestertius (a antiga moeda romana) em uma única refeição. Belo passatempo, certo? Então ela fez um coquetel de pérolas e ganhou a aposta.

Segundo os escritos do filósofo Plínio, o Ancião, datados de 79 d.C, ela pediu um copo de vinagre, mergulhou seu brinco nele e esperou que a pérola fosse corroída pela substância e depois tomou o exótico drink.

E a pérola não era descrita como uma simples pérola. “Era a maior pérola do mundo”, segundo Plínio e valia todos os 10 milhões de sestertius.

Na antiguidade a história foi considerada plausível, mas historiadores modernos a descartaram como sendo mito. No entanto uma historiadora chamada Prudence Jones, da Universidade de Montclair, resolveu testar o mito.

Ela descobriu que uma pérola de um grama pode ser dissolvida em 24 horas se submersa em vinagre de vinho – o vinagre usado na época de Cleópatra. A substância vira um gel translúcido que não é tão apetitoso quando um Martini, mas, mesmo assim, é potável.

O carbonato de cálcio liberado pela pérola dissolvida faz com que o drink não seja tão ácido quanto o vinagre puro.

O experimento de Prudence Jones acaba com o maior argumento dos historiadores que consideravam a extravagante bebida de Cleópatra um mito: que seria necessário um vinagre super concentrado para dissolver a pérola.

Jones usou somente vinagre comum de vinho, do mesmo tipo que usamos na salada todos os dias.

por: Luciana Galastri  | arqueologia do Egito Antigo

Deuses Egípcio



Bastet é uma divindade solar, deusa da fertilidade, do prazer, protetora das artes, das mulheres, da dança e da música lenta, guardiã das casas.
--Representada pela cabeça de uma gata, são personalidades altruístas, muito observadoras e protetoras, com excelente humor e dons especiais, que podem variar de acordo com cada um. O que mais se destaca é o dom da cura.
Dica: a sua necessidade de ser livre pode muitas vezes ser mal interpretada, chegando até mesmo a afastar as pessoas que mais poderiam lhe ajudar. Mantenha a sua alegria sem rebeldia desmedida.





Deusa do nascimento e da fertilidade. Representa a maternidade e é simbolizada pela cabeça de um hipopótamo.
São personalidades dotadas de grande poder de observação e intuição, constantemente confundida com premonição. Geralmente são pessoas com inteligência e capacidade e habilidade de pensar e raciocinar, acima da média.
Dica: você deve aproveitar este dom para adquirir e aprimorar a sua sensibilidade, aproveitando também as oportunidades que lhe chegam, sem muita ansiedade.







Deusa da guerra e da batalha. Mulher de Ptah, a quem deu o filho Nefertum, é representada por uma mulher com cabeça de leoa.
São personalidades que têm um poder de atração e destaque entre as pessoas, fascinando-as com seu estilo singular.
Dica: saiba aproveitar esse magnetismo sendo menos aventureiro e desenvolva a sua potencialidade em projetos inovadores.








Deus dos artesões e dos artistas. Inventor das Artes. Normalmente é representado por uma pessoa mumificada, segurando um cetro com os emblemas da onipotência, da vida e da estabilidade.
São personalidades que parecem viver descontentes consigo mesmas e com tudo o que as envolve e as rodeia. Por isso, precisa aprender a controlar seu pessimismo para que suas vidas andem e progridam e ver oportunidades em meio às dificuldades.
Dica: tudo parece ser cármico e com resultados que demoram a vir. Aproveite esses reversos para adquirir experiências e saber aproveitar o sucesso quando ele chegar.





Deus da escrita. Senhor das palavras. Algumas vezes é citado como o filho mais velho de RÁ, outras, como o mais novo do casal Geb e Nut. Mas é normalmente conhecido como vizir de Osíris e representado pela cabeça do pássaro Íbis.
São personalidades muito enérgicas, que parecem sempre ter a necessidade de estar em movimento para se tranquilizarem.
Dica: na realidade, o seu grande dom é o da comunicação, fazendo que as pessoas o admirem por sua capacidade e agilidade de raciocínio. Saiba usar isso como qualidade na sua vida pessoal e terá metade de seus problemas resolvidos.





Deusa da Magia. Adorada e cultuada como modelo de mãe e de esposa ideais, protetora da natureza, da maternidade e da fertilidade. Irmã e mulher de Osíris, quando este foi assassinado, não parou enquanto não encontrou o corpo e através de poderes adquiridos, ressucitou-o. Após a ressurreição de Osíris, Ísis lhe deu um filho, Horus. Com isso Osíris pôde descer ao reino dos mortos, onde se tornou Rei. Depois, ajudou seu filho Horus a reconquistar o trono, roubado por Seth, irmão e assassino de Osíris.
São personalidades fortes, com múltiplas qualidades, sendo a principal delas a preocupação real com os seres que as rodeiam.
Dica: saiba usar os seus dons de forma voluntária e sem esperar que as pessoas valorizem os seus esforços. Não deixe o sentimentalismo excessivo atrapalhar a sua grande força espiritual.



Deus Sol. Rei dos Céus. Principal divindade do Egito antigo, principalmente no período da Quinta Dinastia, devido a importância da luz para a produção dos alimentos.
São personalidades marcadas pelo egocentrismo, pois são conscientes do valor e do extremo sentido de liderança que possuem. Rá tem a sabedoria e a força que regem a Terra e o Universo. Por consequência, a força de seus regidos causa impacto e inveja aos demais. Atrai bons fluídos para si e para os que estão ao seu redor, por serem dotados de grande poder carismático.
Dica: você não deve deixar que o orgulho tome conta de sua personalidade, afastando o lado positivo, que é a marca registrada de sua atração.




Deusa da caça, da guerra, protetora dos sais. Os gregos a identificavam como a Deusa grega Athena. Ficou conhecida como protetora da morte e algumas vezes podemos vê-la oferecendo água e comida aos que chegam no outro mundo. Teve um papel muito importante no caso entre Horus e Seth, dando, com justiça, seu voto a favor de Horus.
São personalidades com um sentido exato de justiça e segurança, que adotam a praticidade em tudo o que as envolve, seja profissional ou emocionalmente.
Dica: tome cuidado para não deixar escapar detalhes que não lhe pareçam importantes e com isso desarmonizar o ambiente em que convive. 




 

Deusa das Leis, da verdade e justiça. Descrita por alguns como a mulher de Thoth (o juiz dos deuses) e filha fiel e confidente de Rá.
São personalidades que estão sempre rodeadas por outras pessoas, pois parecem precisar da harmonia que envolve uma relação a dois, acentuando sua dependência.
Dica: você é uma pessoa iluminada, que precisa aprender encarar a vida com coragem e ousadia. Não tema. Arrisque!






Deus do mundo inferior. Quarto Rei do Egito, primeiro filho de Nut e Geb. Durante seu reinado o Egito prosperou. Não satisfeito, partiu com o objetivo de espalhar pelo mundo os conhecimentos adquiridos e não voltou enquanto tudo não estivesse civilizado. Nesse período o trono ficou nas mão de Ísis, sua esposa e irmã. Em sua volta, foi morto e mutilado por Set, seu irmão, devido a uma inveja terrível.
São personalidades dotadas de obstinação e caráter muito rígidos, justamente por terem uma eficaz compreensão do valor real de seu sentimento e dos sentimentos dos outros.
Dica: tome consciência de que você é uma pessoa de extremo valor e tente diminuir o seu excesso de ciúmes e possessividade.



Deusa do amor e do prazer. É identificada pelos gregos como Aphrodite. Uma das deusas mais veneradas e celebradas do Egito antigo. Soberana deusa do amor e da fertilidade.
São personalidades que têm um grande poder de sensualidade e autoconfiança. Mulher de Horus e filha de Rá, é citada como a grande vaca celestial e criadora do mundo e seu conteúdo, incluindo o Sol.
Dica: você tem muita sorte na vida e talvez por isto, precise aprender a conviver com as atrocidades que a vida lhe impõe, com o cotidiano comum. Todo infortúnio é passageiro, pois algo acontece inesperadamente e lhe concede novamente a bem-aventurança.





Era ele quem abria aos mortos a estrada do novo mundo. Conselheiro no reinado de Osíris, foi quem cuidou de seu corpo quando morto. Era o filho do relacionamento extraconjugal de Osíris com a irmã Nephtys.
São personalidades que sabem o valor da luta e da própria batalha, aproveitando o seu potencial intelectual para chegar ao sucesso.
Dica: talvez um de seus poucos defeitos seja uma ambição desmedida, que faz você demorar no alcance de seus objetivos


 


 



Os segredos de Cleópatra



Apesar de ser um marco na História e de ser conhecida como uma mulher inteligente, esbelta e poderosa, Cleópatra não era bem o que nos contavam e guardava alguns mistérios que agora são expostos. Quem era Cleópatra? Que segredos guardava? O que é verdade e o que é mentira? Cleópatra, conhecida como "a rainha do Egipto", não foi o que muitos historiadores contaram nem era a mulher que está representada através de uma beleza ímpar. Afinal esta mulher de poder, tal como muitas outras personalidades históricas, também tinha os seus segredos e mistérios, que ficaram guardados durante mais de dois milênios.

Estes dados podem ser lidos na obra "Curiosidades Históricas", de Rogério Sidaoui e também através na obra de E.R.Bevan "The House of Ptomely", em que nos baseamos para as seguintes curiosidades.

A Rainha do Egipto nasceu no ano de 69 a.C e morreu no ano de 30 a.C, supostamente com a picada de uma cobra. No entanto, esta questão carece de certezas, sendo que o que se sabe é que Cleópatra se encerrou num sarcófago para morrer. Ao saber da morte da amada, Marco Antônio acabou por terminar também com a sua vida. No entanto, muitos historiadores também afirmam que a rainha se havia suicidado com um punhal e após a morte de Marco Antônio, o contrário do acima referido!

Outra questão colocada é mesmo a sua beleza. Sempre retratada como uma mulher de uma beleza única, existem relatos de historiadores franceses, pertencentes ao Museu do Louvre e ao Centro Nacional Francês de Investigação Científica, que mostram que afinal a rainha da sedução não era assim tão bela era uma mulher normal, mas muito sensual. sua sensualidade, personalidade forte e exuberância chamava atenção e o tornava uma das mulheres mais lindas e desejada do Egito.

Cleópatra era fascinada pela deusa egípcia Ísis, o que levou a que afirmasse várias vezes ser uma reencarnação da deusa, levando a um certo misticismo perante os seus servos e a que fosse tratada mesmo como uma deusa.

Relativamente aos fetiches sexuais de Cleópatra, também se afirma que existiam enormes orgias regadas com vinho, que apenas terminavam quando caíam extasiados. No entanto existem estudos que mostram que tudo isto não passa de um mito.

Outro segredo desta mulher histórica foi a paternidade de seu filho Ptolomeu XV. Apesar de César o ter reconhecido como filho, não o reconheceu como herdeiro, o que poderá mostrar que afinal este não era seu filho, mas sim filho de um dos muitos amantes de Cleópatra. Outra questão era mesmo a naturalidade de Cleópatra, que afinal não era egípcia mas sim grega.

Fonte: 
Curiosidades Históricas", de Rogério Sidaoui